Diferentes tipos de box de vidro ampliam possibilidades de se destacar

Diferentes tipos de box de vidro ampliam possibilidades de se destacar

Criado há mais de quatro décadas com a função de apenas delimitar a área de banho para não molhar os banheiros, o box é hoje uma peça explorada para a decoração do ambiente

Inicialmente feitos somente de acrílico, atualmente o vidro é protagonista nos projetos, e o mercado foi ganhando ganhou novas formas, modelos e funcionalidades diferenciadas.

 

Entre os tipos de box de vidro padrões temos os denominados F1, que possuem uma porta de vidro fixa e outra móvel); o F2, com dois vidros fixos e uma porta ao centro frontal); e o F3, com dois vidros fixos e mais duas portas de vidro móveis frontais. Além dos citados, são comuns no mercado o tipo de box de vidro C1, com dois vidros fixos e dois móveis de canto) e o AF, que possui uma porta de vidro fixa e outra de abrir.

 

Mesmo tendo medidas e formatos padrão, estes tipos de box de vidro são oferecidos com variações de alguns componentes de uma empresa para outra para aprimorar o desempenho e estética do produto. Os boxes de vidro foram se diversificando e vemos também modelos fora dos padrões tradicionais.

 

O vidraceiro pode ainda dar asas a sua imaginação e personalizar como desejar. Alguns modelos nem se assemelham a boxes, funcionando como uma divisória. Os kits oferecidos no mercado possibilitam esta versatilidade. Os mais diferentes tipos de box de vidro estão disponíveis no mercado para atender aos mais diversos estilos e tamanhos de banheiro e salas de banho.

 

Alguns modelos de kit box auxiliam na otimização de espaços pequenos. Já em ambientes maiores, a mais recorrente das opções utilizadas é o box com portas de correr, já que há espaço para o vidro deslizar, e podem ser instalados com outros kits de instalação para resultados diferenciados. As diferentes opções de trabalhar o vidro, tecnologias agregadas ao material e ferragens diferenciadas possibilitam variar e ampliar a criatividade.

 

O conhecimento das tendências e possibilidades de agregar valor a uma proposta de instalação de box são importantes para um profissional se diferenciar, já que o mercado de box de vidro é bastante concorrido, pois este é um dos tipos de instalação mais comuns e que praticamente todas as vidraçarias fazem. Um profissional diferenciado não concorre com aventureiros e ganha destaque no mercado, podendo cobrar um valor justo.

 

Vidro fosco, pintado, impresso, reflexivo, auto limpante, com película decorativa e tantas outras opções criam um resultado diferenciado. Diferentemente da película decorativa, a película de segurança tem a função de proteger os usuários em caso de acidente e pode agregar valor ao projeto, desde que bem especificada. A norma de box de vidro não determina obrigatoriedade da película e só há a necessidade em casos especiais como quando há crianças ou idosos como usuárias, ou o clientes sentir a necessidade, pois elas precisam ser trocadas regularmente e o vidro em si já é muito seguro.

 

Além disso, as ferragens hoje ganham destaque e, com design agregado à funcionalidade, trazem diferenciação. No início da fabricação, os boxes eram compostos de alumínio comum e acrílico. Depois de algum tempo, foram sendo substituídos por alumínio de maior qualidade e em seguida veio a linha de roldanas aparentes, por volta da década de 90, fabricadas inicialmente em Zamac.

 

Logo depois, veio a linha inox, e, hoje em dia, em latão cromado. O que antes eram apenas peças funcionais, hoje, vêm ganhando espaço com destaque na decoração. Os acabamentos oferecem um design mais brilhoso e tornam os ambientes ainda mais modernos e sofisticados. As ferragens aparentes têm sido recorrentes nos projetos de banheiros.